consórcio no imposto de renda

Declaração de consórcio de carro no Imposto de Renda 2017

Foi contemplado com uma carta de crédito em 2016? Parabéns!

Não foi contemplado? Não desanime, continue mantendo o foco e quem sabe em 2017 seja a sua vez!

Independente de ter sido contemplado ou não, é preciso declarar todos os pagamentos no imposto de renda 2017. Confira como:

Consórcio não contemplado

– Todas as parcelas pagas em 2016 devem ser declaradas na ficha Bens e Direitos, código 95: Consórcio não contemplado.

– No campo Situação em 31/12/2016, informe os valores pagos em 2016 e no campo Situação em 31/12/2015, declare a soma dos valores pagos ao longo de 2015 e nos anos anteriores. Se iniciou em 2016, deixe a coluna 2015 em branco.

– Em Discriminação, informe o nome e CNPJ da administradora do consórcio, o tipo de bem e a quantidade de parcelas.

Consórcio contemplado em 2016

–  Você deve abrir um novo item na ficha Bens e Direitos, mas dessa vez no código 21: Veículo Automotor Terrestre.

– O campo Situação em 31/12/2015 deve ficar em branco, e a Situação em 31/12/2016 deve trazer a soma dos valores pagos pelo consórcio até então, incluindo o valor do lance, se existiu.

– No campo Discriminação, informe os dados do automóvel e os dados do consórcio, como o nome e o CNPJ da administradora do consórcio.

– Se você continuou pagando parcelas do consórcio depois da compra, seus valores deverão ser adicionados ao valor do carro como se fossem as parcelas de um financiamento.

Se você foi contemplado mas não usou a carta, deve declarar da mesma forma que os contribuintes não contemplados, apenas informando no campo Discriminação que foi contemplado mas não utilizou da carta até 31/12/2016.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone